Saiba o que é Grin, como instalar a carteira, como comprar Grin e muito mais.

Fizemos um tutorial completo, contando a história, funcionamento e um passo a passo para quem quer começar a usar, além de algumas dicas para os mineradores de plantão.

O que é Grin- Uma explicação simples e completa

Quem criou a Grin?

Por que ela é diferente?

Como comprar Grin?

Qual o preço da Grin?

Qual melhor carteira de Grin?


O que é Grin?

Grin é uma moeda digital, assim como o Bitcoin, focada em manter a privacidade, fungibilidade e boa escalabilidade como dinheiro digital.

Ela é considerada por muitos uma espécie de Bitcoin 2.0 por suas características semelhantes ao bitcoin, como uma criptomoeda desenvolvida pela comunidade, por um anônimo e com grande adoção por parte dos mais técnicos.

Ela é uma criptomoeda com diversas inovações e que aplica o protocolo do MimbleWimble para anonimizar as transações no blockchain.

O protocolo MimbleWimble foi escrito por um anônimo e suas características foram melhoradas por alguns desenvolvedores do Bitcoin, mais especificamente Andrew Poelstra.

No podcast abaixo, Poelstra fala mais sobre essa tecnologia implementada na critpomoeda.

Quem criou a Grin?

Valdmort, criador da Grin

O protocolo utilizado para a criação da Grin foi criado por um desenvolvedor anônimo chamado Tom Elvis Jedusor.

Jedusor é o nome em francês para Valdmort, o vilão da série Harry Potter. Em um grupo chamado Bitcoin_wizards, ele colocou um endereço da deep web (rede onion) que levava para a receita de bolo do protocolo base da Grin.

Nós contamos com mais detalhes essa história no post abaixo:

História secreta do MimbleWimble

Já a história da Grin é contada de uma forma um pouco diferente . Três dias depois da publicação de Jedusor , Ignotus Peverell (outro personagem de Harry Potter) ligou para Andrew Poelstra (pesquisador que melhorou o documento de Jedusor) dizendo que estava desenvolvendo uma criptomoeda chamada Grin.

Dois dias depois, outro personagem de Harry Potter entrou em contato com Andrew, dessa vez conversando sobre o protocolo e dizendo que iria ajudar no projeto da Grin.

O projeto demorou quase 3 anos para ficar pronto, nos últimos três meses uma forte comunidade se formou envolta dessa cripto, composta principalmente por fãs do bitcoin e cypherpunks.

O projeto também recebeu auxílio da empresa Layer1 cujo um dos sócios é mega investidor Peter Thiel . A Grin não veio para brincar!

Por que a Grin é diferente?

Grin, criptomoeda logo
Logo da Grin

O Bitcoin construiu uma maneira de manter a segurança e transparência nas transações utilizando o blockchain.

Essa nova criptomoeda reconstrói o blockchain de uma nova forma, mantendo uma segurança semelhante, mas deixando apenas o que é necessário.

Lembra daquelas equações da quinta série que você cortava as partes iguais dos lados? Nem eu lembro bem, mas a ideia era cortar os valores desnecessários e facilitar a resolução da equação.

Lembra daquelas equações da quinta série que você cortava as partes iguais dos lados? Nem eu lembro bem, mas a ideia era cortar os valores desnecessários e facilitar a resolução da equação.

A mesma coisa é feita nas transações da Grin, por exemplo:

Digamos que você envie um bitcoin para mim, e depois eu envio esse bitcoin para Dona Maria. Com alguns truques matemáticos é possível praticamente apagar minha presença dessa equação, no final quem recebeu o valor foi a Dona Maria.

É isso que o MimbleWimble faz, veja nas imagens como é possível cortar dados e mesmo assim manter a segurança:

Blockchain do Bitcoin
Blockchain normal (cinza são os kernels que guardam os principais dados das transações)
Depois do MimbleWimble

Como comprar Grin?

Hoje a Grin não está em grandes exchanges de bitcoin, sua tecnologia é muito nova e pouco testada. A maior parte da compra/venda vem de OTC, exchanges descentralizadas e em pequenas corretoras.

Se você quiser mais velocidade e não está tão interessado em tanta segurança você pode comprar pela exchange KuCoin, HotBit ou BiBox. Sendo a KuCoin a mais antiga delas.

Há também p2ps no Brasil vendo a Grin, mas geralmente o preço deles é a soma do preço em uma das exchanges acima + taxa de transação + lucro.

Tome muito cuidado ao utilizar qualquer uma dessas exchanges e faça logo o saque das suas preciosas moedas.

Qual o preço da Grin?

O preço da Grin varia de acordo com o mercado, nos primeiros dias ela se valorizou muito.

Entretanto a tendência é que o preço comece a cair, pois o volume de emissão dela é alto e infinito. Ela foi criada para ser uma criptomoeda para ser usada.

O modelo econômico dela é parecido com o do Monero e Ethereum. Mas com a diferença de que há uma emissão sempre constante e linear.

Veja o gráfico da emissão do Grin ao longo do tempo:

Pontilhado é a emissão e a linha vermelha é a inflação

Esse modelo dá previsibilidade para o mercado, por outro lado ele não tem um supply finito como o Bitcoin. Ainda estamos vendo como o preço da critpomoeda irá se comportar, é um modelo novo.

Como guardar Grin?

A Grin foi lançada com apenas uma carteira muito simples, outras wallets foram desenvolvidas mas elas não são oficiais. Vou falar sobre as duas carteiras principais, a Grin Oficial e a Vault713.

A Grin não utiliza de endereços como em um blockchain comum, por isso para enviar uma transação é necessário fazer uma conexão direta com outra máquina na rede, geralmente via https.

Todo esse processo pode ser muito complicado, então surge a Vault713, é uma carteira que cria uma layer a mais e permite o uso de endereços (parecido com os do Bitcoin), facilitando a comunicação entre os usuários.

Para instalar a Grin Wallet Oficial você precisa rodar alguma distribuição Linux (FreeBSD compatível) ou MacOS e seguir os passos nesse tutorial de instalação da Grin via terminal.

Com a Vault713 é possível enviar Grins mais facilmente do que enviar dinheiro entre duas contas bancárias. Mas antes é necessário uma pequena instalação, novamente apenas disponível para MacOs e Linux.

*Para os iniciantes em Linux, recomendo o Linux Mint ou Ubuntu.

Ponto extra – Mineração

Por fim, vou tocar no ponto da mineração bem rapidamente. É possível minerar Grin, porém é necessário ter uma GPU de no mínimo 6 gb ou 12 gb.

Isso porque a moeda utiliza o algoritmo Cuckoo Cycle modificado, tornando -o resistente a ASICs.

É possível implementar mineração de placas de vídeo com menos de 4 GB, porém além de ser ineficiente, um software de mineração para elas ainda não foi desenvolvido.

Se vocês quiserem um tutorial técnico sobre como minerar Grin, podemos produzir esse conteúdo de acordo com a demanda, deixa nos comentários seu pedido.

Mas já fica o aviso de que a dificuldade para minerar Grin só tem aumentado. No widget abaixo você pode calcular o quanto de hashrate sua placa de vídeo faz e o quanto custa a energia, dessa forma dá para saber por cima quanto você pode ganhar/perder:

Gostou do nosso tutorial? Acha que faltou algum ponto? Deixa nos comentários sua dúvida.

Você gostou desse conteúdo? Nós temos muito mais! Siga e compartilhe a página do Cointimes para se manter atualizado com os conteúdos mais relevantes. Estamos em todas as mídias sociais também: FacebookTwitterInstagram e Telegram