A decisão do Google de reformar seu sistema de pagamento no navegador mostra a intenção de criar um protocolo de pagamento unificado para evitar fraudes.

O novo rascunho foi apoiado por ex-talentos do Ripple e pode aproveitar as idéias do W3C para pagamentos no navegador.

  • O movimento do Google ainda está em rascunho
  • O gigante tecnológico continua cauteloso com criptomoedas

Leia também:
++ Ripple quer expandir no Brasil com novas parcerias bancárias
++ Ripple recebe investimento de R$200 milhões e é avaliada em US$10 bilhões
++ 99% das criptomoedas chegarão a zero, diz CEO da Ripple

Novo sistema de pagamentos ainda está para ser realizado no Chrome

Embora o Google tenha sido cauteloso ao usar diretamente criptomoedas, o efeito dos protocolos de pagamento distribuído tem aumentado.

De acordo com um relatório recente do Gizmodo, a gigante da tecnologia está tentando criar uma nova API de manipulador de pagamentos que será lançada inicialmente na versão iOS do navegador Chrome do Google.

O Google decidiu suspender as extensões pagas do Chrome e mudar para um padrão W3C interoperável que será lançado primeiro no iOS.

O novo sistema empregará as ideias e esforços de Adrian Hope-Bailie, criador da Hyperledger e ex-funcionário da Ripple.

Enquanto a proposta ainda está em rascunho, a intenção é realizar a nova tecnologia, com base na visão do World Wide Web Consortium.

A visão otimista dessa conexão sugere que as ideias do Ripple podem encontrar um terreno em comum com o Google.

No entanto, uma abordagem mais cética chega à página sugerida no W3C Github, onde o rascunho da proposta está ausente, substituído por uma citação do escritor de ficção científica Douglas Adams.

Mas as esperanças para este projeto foram imediatamente tomadas como um sinal de que as ideias da Ripple poderão decolar, substituindo vários gateways de pagamento e carteiras por soluções no nível do protocolo.

O Ripple atualmente possui um sistema nascente que fornece liquidez e conectividade fora dos limites do sistema bancário.

Quanto aos pagamentos no navegador, eles fazem parte da tendência crescente das soluções fintech, que ainda sem dúvida enfrentam várias falhas, limitações e até fraudes.

Google permanece cauteloso com criptomoedas

Não se sabe até que ponto o Google se dedica à ideia de reforma. Até agora, o Google se conectou apenas ao W3C como patrocinador.

O Google também fez uma parceria com a Hyperledger no ano passado para explorar as ferramentas de identidade online.

No entanto, no geral, o Google e sua loja de aplicativos são céticos em relação a algumas soluções baseadas em cripto, especialmente devido às possibilidades de fraude ou lavagem de dinheiro.

Recentemente, a loja bloqueou o MetaMask por um curto período, afetando um dos anúncios mais usados para pagamentos em Ethereum e tokens.

No entanto, Ripple e XRP estão famintos por qualquer notícia de adoção em potencial, pois a empresa entra em 2020 com uma visão otimista.

A Ripple também consolidou seu produto e é uma das poucas empresas no espaço de criptografia a expandir sua equipe.

O XRP, no entanto, permanece relativamente impassível pelas notícias. O ativo subiu para US$ 0,23, mas não teve uma recuperação mais forte desde o verão de 2019.

Quer ficar por dentro de todas as notícias do mundo cripto? Siga-nos no Twitter e no Telegram!