Algumas semanas depois que o presidente chinês Xi Jinping elogiou blockchain, um jornal militar local sugeriu que os soldados chineses poderiam ser recompensados em criptomoedas por sua lealdade e bom desempenho.

Notícias recomendadas:
++ “Criptomoeda” da China vai oferecer “anonimato controlado”
++ China investirá mais de US$2 bilhões em blockchain
++ Mineração já não corre mais o risco de ser banida na China

Soldados chineses podem ser recompensados em cripto

O South China Morning Post citou o PLA Daily, o jornal oficial do Exército Popular de Libertação, dizendo que o exército chinês impulsionaria a inovação implementando o blockchain.

Os militares poderiam criar um mecanismo de recompensa de token que consideraria vários critérios de desempenho, incluindo habilidades, treinamento, conclusão de tarefas e pagamento. O artigo de terça-feira dizia:


Quer ganhar Bitcoins?
A gente te ajuda nisso.
Abra uma conta grátis!


 

“Recompensar ou penalizar em tokens de acordo com o desempenho diário de cada um para gerar uma avaliação objetiva, acabaria energizando efetivamente o gerenciamento de recursos humanos.”

Depois que o presidente da China Xi Jinping deu luz verde à adoção de blockchain, todos começaram a perceber o potencial da tecnologia. O PLA Daily disse:

“A tecnologia Blockchain resolveu o problema dos dados digitais tradicionais serem vulneráveis ​​a adulterações ou hackers.”

O autor listou outros casos de uso em potencial para a tecnologia de contabilidade distribuída (DLT). Por exemplo, propõe que segredos militares sejam armazenados em cadeias de blocos. Nesse caso, os documentos classificados seriam distribuídos entre servidores, mas não copiados.

O DLT também pode ser implementado para gerenciamento da cadeia de suprimentos e logística militar do PLA. Além disso, poderia armazenar registros de treinamento “para maximizar a autenticidade dos resultados do treinamento”.

O artigo continuou dizendo que um sistema de interação blockchain pode acelerar a comunicação e a cooperação interdepartamentais dentro da gestão militar e de recursos humanos.

Segundo dados de Statista, o exército da China é o maior do mundo. O pessoal militar ativo do país é mais de 820.000 a mais do que o segundo maior exército, na Índia.

Membros do Partido Comunista expressando sua lealdade em blockchain

Curiosamente, no mês passado, a mídia local informou que a China tinha um aplicativo de propaganda baseado em blockchain que registra a lealdade de um membro do Partido Comunista. O sistema atuará como um lembrete permanente daqueles que se juntaram ao partido no poder.

Aqueles que desejam garantir sua lealdade compartilharão uma lista de razões pelas quais se uniram. A lista será armazenada em um livro razão distribuído. O aplicativo, chamado Lian Shang Chuxin, é outro exemplo de como a blockchain na China poderia ser usada para controle, em vez de descentralização.

Continue lendo: ++ China lança app em blockchain para medir lealdade ao Partido Comunista

Fonte: Bitcoinist.


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!