Passfolio

Apesar de preocupações com a baixa dos mercados e uma possível recessão, investidores continuam a acumular ações na bolsa norte-americana.

De acordo com dados da Emerging Portfolio Fund Research (EPFR), as ações norte-americanas atraíram US $14,8 bilhões nesta semana até a quarta-feira, 15 de junho. No total, US $16,6 bilhões fluíram globalmente para as ações no período, enquanto os títulos tiveram os maiores resgates desde abril de 2020, marcando pouco mais de US $50 bilhões.

O sentimento dos investidores sobre as ações se agravou ainda mais esta semana, com o Índice S&P 500 afundando no mercado de baixa em meio a temores de que aumentos agressivos das taxas de juros levariam a economia para uma recessão. 

Saiba mais: FED realiza maior aumento na taxa de juros em 28 anos, BC do Brasil deve fazer o mesmo?

Passfolio

Michael Hartnett, estrategista do Bank of America, disse que a tendência é de que as ações sejam vendidas “até que o choque das taxas possa dar a certeza de que o choque da inflação tenha acabado.”

Alex Brazier, subdiretor do BlackRock Investment Institute, também disse que não recomenda a compra no momento pois este “não é um mercado do qual saímos com dinheiro, mas um ambiente em que devemos ser mais cautelosos.”

Os setores de tecnologia, materiais, cuidados com a saúde e serviços públicos viram mudanças positivas na entrada de recursos. 

Saiba mais: As ações em tech vão atingir o fundo do poço e se recuperar primeiro, diz Cathie Wood

Os setores de energia elétrica, bens imobiliários e financeiros, por outro lado, registraram as maiores vendas.

Leia também:

Passfolio