Enquanto o BTC fechou o seu melhor mês em quase um ano, a empresa da ADA anunciou mais um atraso e a TRX divulgou números impressionantes.

Entre idas e vindas, o Bitcoin entrou em agosto com um balanço incrivelmente positivo para o mês de julho subindo 17% e chegando aos US $24.500, alcançando sua maior alta mensal desde outubro de 2021.

Também tivemos movimentações muito interessantes entre os tokens alternativos. Seja para o bem ou para o mal, algumas altcoins relevantes no mercado também chamaram atenção, como a Cardano, que anunciou mais um atraso no projeto, e a Tron, que divulgou números impressionantes nas redes sociais.

Segue o respiro do Bitcoin, mas por quanto tempo?

Os momentos de alta da principal criptomoeda do mercado sempre animam a comunidade, mas conforme eu já disse em análises anteriores, o Bitcoin está passando por um alívio temporário em meio a um grande período de volatilidade, sobretudo se analisarmos as tendências da moeda em boa parte do mês e nos últimos meses de 2022, que viram uma queda de mais de 60% desde abril.

Tamanha é a volatilidade que o Bitcoin logo voltou a ficar abaixo dos 24 mil, entrando em agosto por volta dos US $23,200 e até mesmo indo abaixo dos 23 mil ontem (2). Não seria nenhuma surpresa ver o BTC voltando a cair, ou até mesmo subindo apenas para cair novamente, buscando uma base em torno dos 20 mil.

Cardano em crise, Tron em alta

A situação atual da Cardano também ganhou destaque, mas não de maneira positiva. A empresa anunciou na última sexta (29) um novo atraso no lançamento do Vasil, o próximo grande hardfork da rede.

Esse adiamento foi apenas um dos problemas recentes relevantes à Cardano. Nesta segunda (1), uma invasão à ponte cripto Nomad gerou um prejuízo de US $190 milhões, resultando em um dos maiores ataques hackers da história do mercado de finanças descentralizadas, as DeFis.

Ainda que o roubo não tenha sido realizado diretamente contra a rede do token ADA, a Cardano acaba sendo afetada, já que ela é uma das principais empresas que fazem uso do Nomad. Esses eventos negativos em sequência deverão influenciar na confiança dos investidores, que poderiam muito bem procurar outros projetos para apoiar.

Por um lado mais positivo do mercado, a Tron, sistema operacional especializado no desenvolvimento de outros projetos descentralizados baseados em blockchain, atingiu o segundo lugar no ranking de capitalização de mercado para stablecoins, com mais de US $5 trilhões em transações.

Enquanto o ano tem sido negativo para a maioria dos criptoativos, a rede que usa o token TRX apresentou balanço positivo nos últimos 12 meses, assumindo um protagonismo entre as redes que lidam com transações de stablecoins.

Para mais conteúdo sobre Bitcoin e muitas outras criptomoedas, vem para o Discord da Foxbit, com a nossa comunidade de traders e especialistas que estão sempre ligados nos momentos do mercado!