A palavra “startup” tem se tornado extremamente popular ao longo dos últimos 4 anos no Brasil. Poucas pessoas, no entanto, sabem o que significa esse termo ou até mesmo confundem com uma “empresa de internet”. Nesse texto você vai saber o que é uma startup.

Esse termo surgiu e foi propagado nos Estados Unidos durante a década de 90. Ele está muito ligado a empresas de tecnologia no Vale do Silício como Google, por exemplo.

A definição do termo startup é basicamente: uma empresa jovem (em formação) com um modelo de negócios repetível e escalável.

Vamos explicar cada parte dessa definição com mais detalhes. Veja abaixo.

Empresa jovem

Toda empresa jovem é uma startup? Não. Para ser uma startup é necessário ter um modelo de negócios repetível e escalável. Um bar inaugurado recentemente é uma startup? Não, porque seu modelo de negócios tradicional não pode ser executado em larga escala.

Uma startup está começando seu modelo de negócios e ainda está procurando maturação até estabelecê-lo. Por isso, muitos acreditam que a condição de startup seja temporária.

O Google e o Facebook já foram startups, hoje não são mais, porque já estão abertas em bolsa, seu modelo de negócio não vai mudar do dia para a noite e dificilmente o quadro de sócios irá apresentar grandes mudanças.

As startups são empresas jovens que passam por mudanças radicais com uma grande velocidade.

Escalável

O que significa esse termo? Uma startup escalável consegue expandir sua operação e aumentar sua receita sem aumentar os custos na mesma proporção. Isso significa que com uma dada estrutura, ela consegue expandir para novos clientes e gerar cada vez mais receitas com uma pequena operação.

Um bar tradicional não é um modelo de negócios escalável. Para alcançar mais pessoas, eu precisaria aumentar muito os meus custos com infraestrutura, funcionários, etc.

O Uber é uma empresa escalável. Para alcançar mais pessoas ele precisará apenas aumentar o alcance do seu aplicativo e ter um pequeno custo operacional. Por outro lado, ele teria um aumento de receita muito maior.

Repetível

As startups que são escaláveis oferecem o mesmo serviço para os seus clientes. Não é possível uma personalização para cada tipo de cliente.

Por exemplo: o Facebook é o mesmo para todo mundo, assim como Uber, Netflix, Yellow Bike. Não é necessária nenhuma personalização para um tipo específico de cliente. Isso automatiza o negócio e faz com que a sua expansão se torne mais fácil e rápida.

Alto grau de automatização

Essas empresas têm um alto grau de automatização, isso facilita sua expansão e reduz os custos. As tarefas essenciais do cotidiano são executadas por algum script em um sistema próprio da empresa.

A partir desse momento, para alcançar mais pessoas, não será necessário expandir sua área operacional. Já que a maior parte do serviço é feita de forma automatizada. Por essa razão, elas contam com uma estrutura enxuta de funcionários.

Startups bem sucedidas

Existem inúmeras empresas que começaram com pouco dinheiro e um elevado risco de falirem. Geralmente essas empresas recebem dinheiro de um investidor anjo. Abaixo vamos citar essas empresas que conseguiram ser bem sucedidas:

Google

A internet, atualmente, se define em dois estágios: AG e DG (Antes de Google e Depois de Google). Ele não prometia muito, concorria com Yahoo e Altavista, mas ainda assim, apostou no seu modelo de negócios e conseguiu superar os concorrentes.

google startup
Google: o buscador mais famoso do mundo

Atualmente, o Google é um mega gigante de tecnologia e vale mais de US$ 1 trilhão de dólares. Ele começou como um buscador e hoje fornece serviços essenciais para toda a internet: armazenamento em nuvem, busca, e-mail, youtube, inteligência artificial, sistemas para celulares e muitos outros.

Uber

Essa daqui mudou o jeito como a gente pede táxi. Antigamente era necessário acenar ou ligar para uma central de táxis e esperar até chegar um onde você está.

uber startup
Aplicativo da Uber

A Uber mudou toda essa indústria com uma solução simples: que tal conectar passageiro e motorista através de um aplicativo no celular? E foi assim, com um insight simples, que a Uber mudou para sempre a maneira que pedimos um taxi.

Amazon

A empresa que está rivalizando com o Google. Ela foi fundada por Jeff Bezos, que largou um ótimo emprego em Wall Street após perceber a revolução que a internet prometia trazer. A Amazon tem seu foco no e-commerce com alta expansão e escalabilidade.

amazon startup
Estoque da Amazon

Ela também possui serviços de cloud computing que são essenciais para infraestrutura dos maiores sites da internet. Esse serviço é o AWS, que é o mais popular e utilizado na internet.

A Amazon está avaliada em US$ 1 trilhão de dólares e atualmente é uma das maiores empresas da internet.

Qual o diferencial de uma startup?

As startups focam em entregar valor para os seus clientes em prol do lucro em um primeiro momento. Elas nascem com o intuito de resolver uma dor do cliente de maneira inovadora e ganhar sua fidelidade.

Para isso, elas praticam cashburn (queimam caixa) até conquistarem uma boa base de cliente. Muitas delas operam anos a fio com prejuízo planejado até alcançarem uma receita que cresça exponencialmente.

startups revenue
Startups ficam no prejuízo até alcançarem um alto padrão de receita

Algumas startups que valem milhões/bilhões e ainda assim operam no prejuízo: Nubank, Uber, Lyft, Yellow, Rappi, entre outras.

Como investir em uma startup?

O mercado de startups infelizmente tem se concentrado na região sudeste e para um pequeno grupo de investidores. Mas o Kria está mundando isso.

Atualmente é possível investir em startups promissoras através do Basement, uma plataforma criada pelo Kria, o Basement. É possível começar a investir a partir de R$100.

Leia também:

Conclusão

Uma empresa startup tem um modelo de negócios que permita rápida expansão. Isso é possível porque esse modelo de negócios é altamente escalável e repetitivo.

No entanto, a condição de startup é temporária, até que a empresa consiga encontrar e maturar o seu modelo de negócios. O Google e o Facebook não são mais startups, por exemplo.

Elas são empresas disruptivas que se concentram em entregar valor para os clientes resolvendo a “dor” deles. Algumas delas operam no negativo por alguns anos, mas com um potencial de um crescimento exponencial na receita e nos lucros.