O preço do Bitcoin no Brasil está sendo negociado na faixa dos R$54300,00 segundo o agregador de dados CointraderMonitor.

preço do Bitcoin

Após o suposto “ressurgimento de Satoshi Nakamoto” fez a criptomoeda deslizar abaixo dos US$9500, como explicamos no texto “Bitcoins de 2009 são movidos e o mercado reage”. 

Além do tombo no exterior, a queda no dólar tem ajudado a diminuir o preço do Bitcoin no Brasil. Apesar disso, baseado na análise de diversos bancos, o FT acredita que o Real (BRL) poderá se desvalorizar ainda mais.

O banco Goldman Sachs acredita que em três meses o dólar atinja o patamar de R$6,00. O HSBC prevê o dólar a R$6,20 até o final do ano. Enquanto o JPMorgan espera R$6,00 até o final de junho.  O real continua como a pior moeda do mundo em relação o dólar, com uma queda de 32% até o momento.

Então é bom ficar de olho no preço do Bitcoin no Brasil, principalmente com a variável do dólar.

A saúde do Bitcoin e o que esperar?

Nas últimas 24 horas vimos mais retiradas de bitcoin das exchanges do que entrada, segundo dados onchain da glassnode.

A retirada de bitcoins das exchanges vem acontecendo desde antes do halving, ao mesmo tempo vemos o número de baleias crescendo e o de holders no período de 2 meses também. Uma ótima notícia e um sinal que menos pessoas querem vender a curto prazo.

Tivemos também uma melhora considerável na rede com aumento de 22% no hashrate do btc nas últimas 24 horas e um crescimento de 200% nas fees dadas aos mineradores.

Mesmo com a queda no preço, o Bitcoin se fortalece, principalmente pela saúde da rede, que teve uma queda entre a semana passada e o começo dessa semana como mostrado abaixo:

GNI índice