A autarquia mais amada pelos brasileiros reafirmou a obrigatoriedade do pagamento de imposto  sobre prejuízo na negociação de criptomoedas em publicação oficial. Kim Kataguiri, deputado do MBL, quer derrubar a aberração jurídica. 

Conforme publicado no Diário Oficial da União, no dia 19/05 a Receita Federal reafirmou que a permuta de criptomoedas deverá ser taxada mesmo se houver prejuízo em reais (BRL). 

“O ganho de capital apurado na alienação de criptomoedas, quando uma é diretamente utilizada na aquisição de outra, ainda que a criptomoeda de aquisição não seja convertida previamente em real ou outra moeda fiduciária, é tributado pelo Imposto sobre a Renda da Pessoa Física, sujeito a alíquotas progressivas, em conformidade com o disposto no art. 21 da Lei nº 8.981, de 20 de janeiro de 1995.”

Conforme explicamos anteriormente, tais declarações implicam que a Receita Federal poderia cobrar impostos de operações que não deram lucro. 

Interpretação da Receita Federal é ilegal diz Kim

Para o deputado federal Kim Kataguiri, a Receita Federal faz uma interpretação ilegal que exigiria inovação legislativa, estando fora do alcance da autarquia. 

“Caso a União queira tributar a permuta de criptoativos, será necessário inovação legal – e, mesmo neste caso, poderão ser suscitadas dúvidas acerca da constitucionalidade da nova lei.

Em suma, o que temos é uma interpretação completamente ilegal feita pelas autoridades fiscais, que claramente exorbita o poder regulamentar e adentra a seara legal, autorizando que o Poder Legidslativo aja para sustar tal ato, nos termos do art. 49, V da Constituição Federal”, conclui a justificativa do Projeto de Decreto Legislativo n. 3/2022.”

– afirma Kim.

O deputado federal ainda destaca que a própria Receita Federal afirma em regulamento que apenas haverá ganho de capital com permutas quando acontecer a torna, ou seja, realização em reais (arts. 134 e 136 do Decreto 9.580 e 2018). 

PDL de Kim deveria ganhar urgência

O abuso reafirmado da Receita Federal contra os bitcoiners poderia acabar se a Câmara dos Deputados aprovasse o Projeto de Decreto Legislativo de Sustação de Atos Normativos do Poder Executivo 3 de 2022 (PDL 3/2022) de Kim Kataguiri

O PDL 3/2022 susta a consulta nº 214 de 2021 à Receita Federal sobre o tema, extinguindo a interpretação errônea da autarquia federal.

Contudo, nem as associações de criptomoedas e muito menos o congresso nacional parecem interessados em esclarecer conundrum jurídico a afetar mais de 3 milhões de investidores brasileiros. 

Apesar da tentativa de tributar criptomoedas como o Bitcoin, da mesma forma como se tributam outros ativos financeiros de renda variável, não tratando o ativo como uma moeda ou dinheiro para fins tributários, o Ministro da Economia Paulo Guedes já demonstrou intenção de criar impostos para compras no exterior que utilizem o BTC como dinheiro.

Saiba mais sobre o tema no podcast: Paulo Guedes, o liberal de Taubaté, quer taxar o bitcoin.

A NovaDAX está cheia de novidades!

Uma das maiores corretoras de criptoativos do Brasil agora ZEROU as taxas para saque em real!

A NovaDAX também conta taxa zero para transações de Bitcoin e mais de 110 moedas listadas, com saque disponível na hora e alta liquidez. 

As criptomoedas com as melhores taxas do mercado! Basta ativar o programa gratuito Novawards e aproveitar taxas reduzidas em até 75%.

Conheça ainda o Cartão NovaDAX e peça já o seu.