A expansão da Ripple continua com uma nova parceria no Egito. O banco nacional do país assinou recentemente um acordo de cooperação para ingressar na rede de pagamentos baseada em blockchain RippleNet para implementar remessas de pagamento.

Leia também:
++ 99% das criptomoedas chegarão a zero, diz CEO da Ripple
++ Ripple perde importante engenheiro de software e abre vagas no Brasil
++ Google recebe ex-colaboradores da Ripple para sistema de pagamentos do Chrome

Ripple fecha parceria com BNE

O Banco Nacional do Egito (BNE) é o maior e mais antigo banco do país. A partir de ontem, o BNE fez parceria com o Ripple. A colaboração visa alavancar a rede de pagamentos baseada em blockchain da Ripple, a RippleNet, para facilitar pagamentos internacionais mais rápidos e baratos.

Numerosos funcionários do BNE participaram da assinatura, incluindo o presidente do banco, Hisham Okasha, e o vice do Conselho – Dalia El-Baz.

Okasha observou que a parceria com a Ripple chega no momento certo para o BNE. Segundo ele, o foco do banco ultimamente tem sido oferecer melhores soluções para remessas internas e a RippleNet será implementada nesse campo.

Okasha acrescentou que o NBE será o primeiro banco egípcio a oferecer um produto como esse.

El-Baz mencionou que a rede da RippleNet, composta por mais de 300 bancos e instituições financeiras internacionais, e que será extremamente benéfica para o BNE.

Ele continuou descrevendo as vantagens advindas da tecnologia blockchain, incluindo um tempo de transação mais rápido e taxas mais baixas.

Além disso, os funcionários do banco afirmaram ter realizado vários testes na rede para garantir que seja totalmente seguro operar grandes volumes.

A nova parceria não esclarece se o Banco Nacional do Egito vai utilizar o XRP.


Para ficar por dentro de todas as notícias do mundo cripto, siga o Cointimes no Facebook!