Considerado o melhor investidor da história, Warren Buffett parece estar mudando o que pensa sobre o dinheiro estatal, e suas intuições podem te fazer refletir sobre o que vai acontecer com a dívida pública e a inflação.

Durante a conferência de acionistas da Berkshire Hathaway deste ano, Buffett explica que, quando você emite sua própria moeda, não há porque não pagar suas dívidas. Em outras palavras, não há porquê o governo americano, tendo o controle do dólar, ficar inadimplente.

O CEO da Berkshire afirmou que o povo confiou nos EUA o suficiente para que ele tomasse empréstimos na sua própria moeda, diferente da Argentina, por exemplo, que está tendo problemas em pagar suas dívidas. “Muitos países tiveram esse problema, e muitos países continuarão enfrentando isso no futuro. É muito doloroso se endividar com a moeda dos outros”, disse Buffett.

Leia mais: Cada novo brasileiro já nasce devendo R$30 mil ao governo

“Se eu pudesse emitir minha própria moeda, a Buffet Bucks, e eu tivesse uma impressora de dinheiro, e pudesse tomar empréstimos nela, eu nunca ficaria inadimplente… Então o que você acaba tendo em termos de poder de compra estaria incerto”.

Embora Buffett possa muito bem criar a Buffett Bucks e financiá-la através de um ICO, a sua moeda fictícia serviu apenas para explicar o funcionamento da dívida pública e a inflação. Mas como ele bem destacou, isso é uma questão de confiança que os governos possuem, mas também podem perder.

Segundo ele, a dívida não será paga, mas refinanciada. “O governo vai imprimir mais dívida (moeda). O truque é continuar pegando empréstimos em sua própria moeda”, concluiu ele. Mas quanto tempo isso pode durar?

A dívida será inflacionada

Em outro trecho da conferência, Buffett explicitou o que um investidor deveria fazer com essa informação: “É melhor você possuir algo além de dívida”.

Todos esses pensamentos podem explicar os recentes movimentos que sua famosa holding está fazendo, comprando ações de mineradoras de ouro e corretoras japonesas, dependendo menos da economia americana.

Enquanto isso a crescente inflação começa a tomar forma, encarecendo diversos produtos. Mesmo no Brasil os consumidores já estão sentindo os nefastos efeitos da desenfreada impressão de dinheiro.

O índice IPCA pode não estar tão alto, como o Banco Central costuma frisar, mas economistas argumentam que ele já não reflete o consumo médio dos brasileiros. Alimentos básicos como frutas e arroz estão aumentando de preço nos supermercados.

A inflação funciona como um “imposto escondido”, absorvendo o poder de compra do cidadão comum para dividir com o dinheiro recém emitido, que chega primeiro nas mãos dos bancos. Buffett explicou: “Eu estive errado ao pensar que você poderia ter os desenvolvimentos que teve sem a inflação tomando conta”.

Mesmo chamando os títulos públicos de “um investimento terrível para o longo prazo”, Buffett é conhecido por manter uma enorme quantia em caixa para aproveitar oportunidades que o mercado acionário oferece de tempos em tempos.

Já o Bitcoin, embora odiado pelo mago de Omaha, é muito mais do que uma moeda, é um sistema monetário estável e sustentável. Assim como uma barra de ouro, ele não representa dívida nenhuma, mas um ativo escasso que nunca poderá ser inflacionado pelos governos.