Em meio ao caos do mercado, dados sugerem que carteiras com menos de 100 BTC absorveram todos os bitcoins do dump.

Desde que o UST perdeu paridade com o dólar, a Luna Foundation Guard (LFG), entidade criada para apoiar o ecossistema Terra, foi forçada a liquidar mais de 80 mil BTC, demonstrando a falha da Terra em ressuscitar os valores de ambos os tokens. Como resultado, os investidores viram seus portfólios no vermelho.

Saiba mais: Fundação Luna vendeu 80 mil bitcoins para tentar defender a UST e promete ajudar pequenos investidores

No entanto, a Glassnode revelou que o volume mantido por carteiras com menos de 100 BTC aumentou em 80.724 BTC durante as últimas três semanas.

Passfolio

Ambas as plataformas associadas à Terra estão agora sob avaliação dos reguladores sul-coreanos, a polícia havia pedido que exchanges congelassem as contas da LFG e impedissem a retirada dos fundos corporativos mantidos nas plataformas.

As autoridades estão analisando os detalhes das transações em dinheiro e criptomoedas, e o Ministério Público no Distrito Sul de Seul também lançou uma investigação sobre a Terraform Labs e seus cofundadores.

Apesar dos esforços de restauração, a Terra 2.0 enfrentou um começo difícil. O novo token foi lançado na sexta-feira (27) da semana passada e já passou pela montanha-russa de US$0,5 a US$30, e depois caindo até US$4. No momento, ele está sendo negociado em torno de US$5,4 no momento da redação.

Leia também:

Passfolio