Após aprofundar seu conhecimento sobre Bitcoin em um podcast com o autor de The Bitcoin Standard, o psicólogo e professor da Universidade de Toronto, Jordan Peterson, disse que comprou ainda mais BTC.

Fugindo da inflação

Jordan Peterson – personalidade famosa do YouTube – entrevistou o autor de “The Bitcoin Standard” – Saifedean Ammous. Eles discutiram os méritos do bitcoin e como o principal ativo digital pode ajudar nos tempos de aumento da inflação.

Peterson falou sobre o criador anônimo do BTC – Satoshi Nakamoto. Ele expressou sua preocupação sobre como um indivíduo misterioso pode criar tal projeto do nada e perguntou a Ammous por que as pessoas deveriam acreditar neste conceito.

O escritor e entusiasta do Bitcoin explicou que o anonimato de Nakamoto não é um problema, pois isso pode aumentar ainda mais a natureza descentralizada da criptomoeda. O ponto principal é ter sucesso, pois muitas outras invenções que a sociedade usa hoje em dia também têm criadores desconhecidos:

“Você usa a roda todos os dias, mas não sabe quem a inventou, e usamos muitas coisas todos os dias, não porque confiamos no cara que as inventou, mas porque eles têm um histórico sólido.”

Ammous também afirmou que o bitcoin é uma versão melhorada do ouro, pois as pessoas não precisam se preocupar se a moeda contém metal básico. O ativo digital também é totalmente transparente e todos podem observar as transações que acontecem na rede.

Chegando ao ponto de por que o BTC é a ferramenta financeira certa contra a inflação, Ammous explicou:

“O Bitcoin é essencialmente a tecnologia de defesa mais poderosa contra a inflação. É um enorme salto quântico à frente na tecnologia do dinheiro como proteção de valor contra a predação e a inflação. Acho que é um ajuste natural para qualquer pessoa que seja produtiva e queira economizar seu valor no futuro.”

O autor de “O Padrão Bitcoin” (como o título do seu livro foi traduzido para o português) informou que o bitcoin pode ser particularmente benéfico em países com hiperinflação, onde o dinheiro fiduciário começará a perder seu valor rapidamente devido às consequências da pandemia de COVID-19.

De acordo com sua análise, os EUA, a Suíça, a Dinamarca e a Suécia provavelmente experimentarão a inflação mais insignificante, com uma taxa de 6 a 7%, o que ainda significa que os indivíduos podem perder metade do valor de seu dinheiro nos próximos dez anos.

Pouco depois da entrevista, Peterson admitiu que aprendeu muito com o Saifedean. Como tal, ele alocou mais de sua riqueza para bitcoin.

Tweet de Jordan Peterson

Bitcoin é a arma contra a inflação

O reconhecimento público do bitcoin como uma proteção contra a inflação tem se fortalecido muito recentemente, já que muitos outros especialistas apoiam esse conceito.

Na semana passada, um grupo de análises da Bloomberg descobriu que o bitcoin atingiu 99,996% de deflação nos últimos dez anos. Em comparação, o ICP (um índice de inflação dos EUA similar ao IPCA) subiu 28% em dólar no mesmo período. Como tal, eles descreveram o bitcoin como “a melhor proteção contra a inflação”.

O bilionário americano Barry Sternlicht admitiu recentemente que havia investido pessoalmente no BTC, citando que é um instrumento monetário contra a impressão em massa de moedas fiduciárias.

Um dos maiores defensores do bitcoin e de suas qualidades anti-inflacionárias é Paul Tudor Jones. O bilionário chegou a classificar a criptomoeda como uma ferramenta financeira superior ao ouro:

“Acho que estamos entrando em um mundo cada vez mais digitalizado. Claramente, há um lugar para a criptomoeda e, claramente, ela está ganhando a corrida contra o ouro no momento, certo?”

No Brasil, a situação é ainda pior, tanto em inflação monetária quanto de preços. O IPCA atinge 2 dígitos desde o mês passado e a impressão de reais foi mais intensa que na era Lula.

Mas, já prevendo parte desse cenário inflacionário, Luis Stuhlberger, CEO do Fundo Verde, dizia desde 2020 que “provavelmente tanto ouro, quanto bitcoin, quanto terra vão ser melhores que dinheiro.

Continue lendo outras matérias do Cointimes:

A NovaDAX está completando três anos!

Uma das maiores corretoras de criptoativos do Brasil completa três anos no mês de novembro e quem ganha é você! 

Serão até 30 moedas com taxa zero para transações e mais de 80 moedas listadas, com saque disponível na hora e alta liquidez. 

As criptomoedas com as melhores taxas do mercado! Basta ativar o programa gratuito Novawards e aproveitar taxas reduzidas em até 75%.

Conheça ainda o Cartão NovaDAX e peça já o seu.