O mercado de Bitcoin continua lutando para manter-se acima dos US$ 30.000 à medida que a pressão de venda da mineração aumenta. 

Enquanto isso, a demanda institucional permanece lenta. Confira a última análise on-chain da Glassnode

O mercado de Bitcoin está trabalhando duro para manter as mínimas da atual faixa de negociação estabelecida desde a liquidação em meados de maio.

Como o hashrate  da mineração continua a cair, durante a maior migração de hardware da história, os detentores de Bitcoin em todo o mercado parecem ter perdido dinheiro nas baixas mais uma vez.

gráfico glassnode: Domingo (27), demorou em média 1400s (ou 23,3 minutos) para extrair um bloco de Bitcoin.
Domingo (27), demorou em média 1400s (ou 23,3 minutos) para extrair um bloco de Bitcoin.

Esta semana, o relatório da Glassnode também avaliou a dinâmica geral da demanda relacionada aos investidores institucionais como o fundo de BTC da Grayscale e o saldo de moedas na Coinbase

ATH de US$ 3,45 bilhões em perdas

No mês de maio a criptomoeda quebrou novos recordes em perdas absolutas. Mais uma vez essa semana, o mercado caiu de maneira a atingir um novo ATH de US$ 3,45 bilhões em perdas. 

Agora observe no gráfico abaixo que quase todos os detentores de longo prazo, que aqui vamos chamar de Long-Term Holder (LTH), têm lucro e seus gastos compensam cerca de US$ 383 milhões em perdas líquidas. 

ATH de US$ 3,45 Bilhões em perdas realizadas

Ou seja, alguns investidores de longo prazo (LTH) gastaram suas moedas durante a volatilidade do mercado, provavelmente em pânico com base no spread do hashrate.

Entretanto, a maioria destes investidores (LTH) não gastou suas moedas. Portanto, a idade média das moedas que estavam em movimento permanece muito jovem.

A pressão de venda que está havendo é puxada principalmente por novos entrantes (STH) que estão quase inteiramente segurando moedas com uma perda não realizada. 

23,5% de todo o fornecimento em circulação são propriedade destes novos investidores e subaquáticos, em comparação com 3,4% que têm lucro, de acordo com a Glassnode. 

Pressão de venda

Enquanto os investidores novos têm que segurar o fôlego para não vender as moedas negativas, os mineradores sacam alguns bitcoins para custear a operação “adeus China”. 

À medida que ocorre a migração no poder de hash do Bitcoin, o mercado tem especulado sobre a magnitude deste movimento migratório.  Este que pode criar ventos contrários no mercado e fazer pressão de venda. 

É provável que a despesa logística e riscos incorridos pelos mineradores para realocar ou liquidar equipamentos de mineração, vai exigir que a liquidação de alguns BTCs mantidos em seus tesouros continue por mais meses. Dessa forma, o relatório se debruça sobre a mudança na receita agregada do minerador. 

O mercado de mineração experimentou uma queda de receita de aproximadamente 65,5% desde os níveis sustentados em março e abril, por isso a importância de se alongar neste tópico. 

A incompatibilidade entre a recompensa recebida pela mineração e a dificuldade de mineração do bloco é principalmente resultado da escassez global de semicondutores, que limitou a capacidade das mineradoras de expandir suas operações. 

“Na prática, isso significa que a mineração de Bitcoins foi excepcionalmente lucrativa ao longo de 2021 e que alguns hardwares de mineração que de outra forma seriam obsoletos continuam lucrativos”.

A dificuldade da mineração de um bloco na cadeia de Bitcoin é 23,6% mais difícil do que ano passado. 

Gráfico de dificuldade da mineração de um bloco na cadeia de Bitcoin

A demanda institucional continua

Um dos fatores para a valorização do preço do Bitcoin em 2020 e 2021 foi a narrativa de adoção institucional.

A título de exemplo, o Cointimes noticiou o fluxo de moedas para o fundo GBTC da Grayscale, o maior fundo cripto do mundo, que liderou o otimismo do mercado observado entre 2020 e início de 2021.  

O principal diferencial desse fundo é a possibilidade de comprar participações do fundo no chamado Over-The-Counter (OTC) Markets, conhecido no Brasil como Mercado Balcão. 

Para contextualizar essa narrativa com o momento atual, o relatório da Glassnode observa a variação líquida no saldo de moedas mantido na Coinbase, que é o local preferido para os investidores institucionais dos EUA.

Após um período sustentado de saídas líquidas desde dezembro de 2020, a movimentação no saldo da Coinbase se achatou significativamente.

Dados do balanço da exchange Coinbase

Para sanar a sua curiosidade, leia mais alguns artigos de análise do mercado de criptomoedas que o Contimes preparou. 

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br