Em matéria de sábado (25) no Cidade Alerta, o repórter Celso Russomanno falava sobre a Zero10Club, empresa “acusada de aplicar golpe em 45 mil pessoas”, e acaba confundindo o próprio Bitcoin com esquemas de pirâmide.

Ao comentar sobre bitcoin, Celso afirma:

“Tem gente ganhando dinheiro com isso? Tem. Sabe quem ganha dinheiro com isso? Quem tá dando o golpe. Pode ter certeza.”

“Eu não conheço um que investiu em bitcoin e ganhou alguma coisa”, conclui ele. No entanto, nem todos que investiram em bitcoin caíram em golpes como o da empresa citada pela reportagem.

A empresa, que já foi proibida de operar no Brasil pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), era liderada por Nivaldo Gonzaga dos Santos, relatado por matéria exclusiva da Record como ostensivo, constantemente viajando e expondo sua vida de luxo nas redes sociais.

A Zero10Club, que mediava suas transações pela Genbit, vendia “pacotes de investimentos” aos clientes, utilizando de eventos e reuniões exclusivas bancadas pelos empresários para aumentar a popularidade da empresa.

Além disso, utilizavam de outros métodos como sistemas de recompensas para quem conseguia trazer amigos ao golpe: quem indicava outras pessoas, chegava a receber até R$ 2.500.

Segundo matéria da Record, a “promessa que ia de 5% até 20% ao mês fez muita gente investir todas as economias”. Em entrevista, um senhor alegou que tinha investido cerca de R$ 50 mil em seu nome, 50 mil no nome da esposa, 50 mil no nome da empresa e no nome da cunhada mais 50 mil.

No entanto, Russomanno confunde a criptomoeda com a promessa ilusória de empresas como a Zero10Club, e nós podemos explicar.

Porque Celso Russomanno está errado ao confundir Bitcoin com golpes

“Se tivesse essas vantagens todas que são prometidas em cima do Bitcoin, uma coisa que você não pega, que não é palpável… Se você investir em ouro, você pega a barra de ouro e põe debaixo do braço. Se você tiver dinheiro guardado, aquilo lá é papel moeda, te dá garantia que você tem patrimônio, né?”

“Um imóvel é patrimônio, você pega, tá lá preso na terra, né? Fundado na terra… Pois é. O Bitcoin é uma coisa que você não pega.”

Ao comentar sobre Bitcoin, fica claro que Russomanno não domina o assunto. Por ser uma moeda baseada em criptografia, o bitcoin consegue ser um ativo ao portador da mesma forma que o ouro físico ou papel moeda. Se alguns delegam sua custódia para empresas que prometem dinheiro fácil, isso não torna o Bitcoin menos seguro.

O desconhecimento sobre Bitcoin é o principal fator para vítimas caírem em golpes de pirâmide que usam a criptomoeda como uma espécie de “fachada atrativa”. Como foi o caso do Investimento Bitcoin, que foi anunciado no Cidade Alerta e no Datena na rede Record.

O caso foi tão absurdo que quando começou a ruir e parar de pagar os investidores, culpou o blockchain pelo atraso nos saques. A empresa que a Record promoveu prometia lucros ainda mais absurdos que a Zero10, garantindo 7% de rendimentos ao dia.

Ouro ou papel moeda estão suscetíveis a serem entregues a golpistas da mesma forma, inclusive todos com praticamente a mesma segurança jurídica. Na Justiça, alguns investidores conseguiram receber o investimento de volta em processos contra outras pirâmides financeiras que usavam bitcoin.

Inclusive, o ouro tem características muito semelhantes com o Bitcoin, como já explicamos nos artigos “Ouro ou Bitcoin? Que tal escolher os dois?” e “E se o Bitcoin ganhasse parcela de mercado do ouro?“.

“Porque você investe e vê na telinha sua lá do computador que tá dando lucro. Que maravilha. E dá lucro e dá lucro… Vai tentar resgatar o dinheiro, na hora que você tenta resgatar o dinheiro eles bloqueiam você.”

De novo, vale ressaltar que Russomanno confunde aqui o próprio Bitcoin com esquemas milagrosos de dinheiro fácil que pedem por suas moedas. A criptomoeda é um ativo ao portador, e, se você fizer a própria custódia com uma carteira de segurança, ninguém pode bloquear o seu dinheiro de você.

Enquanto o papel moeda, que segundo o jornalista “garante que você tem patrimônio”, ou tem seu valor corroído pela inflação quando é guardado debaixo do colchão ou é investido em bancos em poupança / renda fixa, que a partir daí, podem ser bloqueados pelo banco em alguma ocasião especial.

Fernando Collor tomando posse da Presidência
Fernando Collor, ex-presidente que bloqueou a poupança dos brasileiros.

É exatamente essa a principal diferença do papel moeda estatal para o Bitcoin, enquanto um depende da confiança de terceiros para que seja usado com facilidade, o outro coloca te dá o controle do próprio dinheiro.

Infelizmente a alta valorização e a sensação de “novidade” em cima das criptomoedas é terreno fértil para golpistas.

Os enganosos esquemas de multiplicação de dinheiro nos lembram da importância da educação sobre finanças e criptomoedas, pois tudo que é conhecido apenas superficialmente pelas pessoas é usado para ludibriar vítimas.

Foi assim com Voip (ligações telefônicas pela internet) com a TelexFree, está sendo assim com Bitcoin com a Zero10, e outras, robôs de investimentos na bolsa de valores, e com certeza muitas outras tecnologias ainda serão usadas como fachada para golpistas.

Fique esperto, bitcoin se guarda em carteira própria. Entenda como não cair em esquemas de pirâmide.

Após a repercussão desta matéria, a maior associação de criptoeconomia do Brasil, a ABCripto, decidiu emitir uma nota de repúdio contra os comentários de Celso Russomanno sobre Bitcoin. Você pode ler na íntegra aqui no Cointimes.