Bitfy - 760x150

São mais de 4 mil criptomoedas no mercado, não há espaço para tantos projetos prosperarem, muitos podem acabar desaparecendo. Nesse post falaremos de projetos famosos com grandes possibilidades de simplesmente morrerem.

  • Criptomoedas baseadas em golpes;
  • Projetos problemáticos e sem perspectivas;
  • Todo cuidado é pouco ao investir seus bitcoins.

Não é fácil opinar sobre um mercado tão instável, contudo, algumas criptomoedas são evidentemente golpes, projetos sem sentido ou que estão indo pelo caminho errado.

Enquanto a categoria de criptomoedas indo pelo “caminho errado” é difícil de identificar, os golpes são relativamente fáceis. Por isso, vamos começar por eles.

FakeToshi Vision

O Bitcoin Satoshi Vision é a cópia da cópia do Bitcoin (BTC). É completamente válido fazer cópias do Bitcoin, criar forks e modificá-los, afinal é um código aberto. E o que isso significa? Que ninguém é dono dele e nem poderá ser.

Black Friday Coingoback

 

Os desenvolvedores do BSV podem usar a “marca Bitcoin”, o código, não há problema algum do ponto de vista legal. O que eles não podem fazer é enganar investidores e é justamente o que o Bitcoin SV vem fazendo desde sua criação.

O responsável pelo Bitcoin SV é o conhecido charlatão Craig Wright. Em maio de 2016 ele afirmou que era Satoshi Nakamoto, o criador do Bitcoin. Muitos veículos acreditaram nas afirmações de Craig. Aliás, na Wikipédia Craig é reconhecido como Nakamoto.

“A revelação veio para acabar com especulações da imprensa e evitar perturbação e intimidações aos amigos e familiares por repórteres. Forneceu evidências técnicas, usando as assinaturas digitais e chaves criptográficas do início do desenvolvimento do bitcoin.”, Wikipédia.

Contudo, Craig não é Satoshi. Ele foi pego falsificando assinaturas digitais e até mesmo documentos governamentais para se passar pelo criador do Bitcoin.

Veja: ++ Wikileaks desmascara falso criador do Bitcoin

O Bitcoin SV é uma criptomoeda sob o controle de um charlatão, que conseguiu atenção da mídia e de milhares de pessoas através de documentos falsificados.

Passe longe do Bitcoin SV, a primeira da lista das criptomoedas sem futuro.

Bytecoin – O golpe misterioso

A história dessa criptomoeda que vale atualmente US$54 milhões é lotada de golpes e é extremamente misteriosa.

Ela começa em 2012, quando alegadamente os primeiros blocos da criptomoeda foram minerados. Entretanto, o projeto só foi anunciado em 2014.

Nesse período, cerca de 80% das criptomoedas já tinham sido mineradas, ou 151 bilhões das 184 possíveis. A parte mais esquisita é que o paper com a tecnologia usada pela Bytecoin foi lançado em dezembro de 2013.

Como isso é possível?

via GIPHY

Há algumas teorias, mas a provável é que os desenvolvedores falsificaram o blockchain e lançaram em março de 2014.

Investigando isso, a comunidade criou um fork (uma cópia) do projeto, o BitMonero, hoje Monero. Porém, os usuários do Monero perceberam que o código dos softwares de mineração de Bytecoin foram propositalmente adulterados para serem mais lentos.

Provavelmente o projeto vai morrer gradualmente.

Saindo de golpes evidentes, vou falar agora de projetos com pouquíssimas possibilidades de sobreviver a longo prazo, seja pela tecnologia, base de usuários ou centralização.

A moeda da Overstock

via GIPHY

Com apoio da Overstock e de Bruce Fenton, a Ravencoin ganhou destaque rapidamente.

Mesmo com ótimos desenvolvedores, a criptomoeda é apenas uma cópia do Bitcoin, mas focada em tokens.

Com inúmeros competidores mais experientes e com tecnologia melhor, como Ethereum, EOS, NEO, Ardor e Liquid, e dependendo dos recursos da Overstock para ser desenvolvida, só um milagre pode salvar a Ravencoin.

A Ravencoin é muito provavelmente uma moeda sem futuro.

A cripto problemática em todos os aspectos

A Electroneum (ETN) conseguiu juntar uma equipe de desenvolvimento horrível, a tecnologia errada e a pior legislação para criar um projeto de criptomoeda.

Então comecemos pela tecnologia. A ETN escolheu fazer uma cópia do código do Monero, isso significa que eles se importam com a privacidade dos usuários?

via GIPHY

Não! Enquanto qualquer projeto sério de criptomoeda teria receio de pedir KYC e AML como padrão, a ETN faz isso com orgulho:

“We’re proud to say that ETN was the first cryptocurrency to embrace KYC and AML verification.” – site oficial da Electroneum.

Já que a rede da Electroneum não é desenhada para ter privacidade, não faz nenhum sentido copiar o Monero, que acaba tendo um blockchain maior e mais lento que o do Bitcoin para garantir privacidade. Seria mais inteligente clonar o Bitcoin.

Enquanto parece que isso não poderia ficar pior, fica.

A equipe de desenvolvimento copiou o código do Monero e esqueceu de analisá-lo, copiando até mesmo um patch que iria destruir a criptomoeda se os usuários de Monero não avisassem a equipe da ETN.

Enquanto a maior parte das criptomoedas é desenvolvida de forma descentralizada, a ETN tem um sede no Reino Unido, um dos piores lugares para se trabalhar com segurança e criptografia. Por lá, o governo pode te obrigar a fornecer chaves criptográficas, com ameça de prisão.

Finalmente, a equipe da ETN mentiu para os seus usuários, dizendo que era possível minerar a criptomoeda do celular. Quando, na verdade, a equipe de desenvolvedores enviavam as criptomoedas, como se fosse um faucet.

Consequentemente, por todos os motivos abordados, a Electroneum não tem futuro.

Petro, um caso singular

O Bitcoin foi criado para dar liberdade financeira a seus usuários, a criptomoeda Petro é justamente o contrário do Bitcoin.

Petro é a moeda criada pelo governo venezuelano, o objetivo dela é arrecadar dinheiro para o regime, controlar a população e tentar contornar as sanções dos Estados Unidos.

Segundo o governo, eles conseguiram arrecadar US$ 735 milhões com a Petro, que seria lastreada em 5 bilhões de barris de petróleo. Contudo, o regime decidiu posteriormente que o lastro será de apenas 30 milhões de barris, enganando os investidores.

Com um blockchain, Maduro teria a capacidade técnica de espionar cada transação, revertê-la e até mesmo bloqueá-la. É uma subversão completa da ideia de criptomoeda.

Aprendendo com a história – Bitconnect, Vcash e outras

Diversos projetos de criptomoedas já morreram, dentre eles a Vcash, Bitconnect e outros nem saíram do papel. Com todos eles podemos aprender um pouco mais sobre como não fazer uma criptomoeda.

Os projetos acima compartilham de características com aqueles que já deram errado.

Por isso, tome cuidado ao usar seus bitcoins na compra de outras altcoins ou projetos “incríveis”.

Gostou de conhecer a história de projetos que futuramente podem falir? Se sim, compartilhe o post para criarmos uma parte 2.

**Esse texto NÃO é uma recomendação de investimento, é apenas um conteúdo informativo e minha opinião.


A cripto NULS já está listada na NovaDAX

Negocie NULS diretamente com BRL, BTC, ETH e USDT e mais de 20 criptomoedas com transparência e segurança na NovaDAX.  

As melhores taxas do mercado! Basta ativar o programa gratuito Novawards e aproveitar taxas reduzidas em até 75%.

São mais de 70 pares de criptos com liquidez garantida, transações imediatas e saques na hora. 

Além de transferências de criptomoedas gratuitas entre usuários.Conheça ainda o Cartão NovaDAX e peça já o seu.


Invista em criptomoedas com segurança, alta liquidez e as menores taxas do mercado.

NovaDAX: a exchange mais completa do Brasil com mais de 25 criptomoedas listadas e a melhor nota de atendimento ao cliente.

Conheça novadax.com.br