Se você participa de grupos de análise e investimentos em criptomoedas, provavelmente já ouviu dizer que dezembro e janeiro, na virada do ano, normalmente são meses de forte pressão vendedora, onde muitos projetos lateralizam ou passam por desvalorizações.

Você também já deve ter ouvido falar sobre o ciclo de alta de 2017-2018, muito marcante para o Bitcoin (BTC), quando alcançou cotação de $20k USD, e também para outras altcoins que passaram por valorizações extremamente altas, marcando uma das primeiras altseasons significativas da história do mercado de criptomoedas.

O tabu da virada do ano

Se olharmos os gráficos mensais do bitcoin de dezembro, janeiro ou os dois meses, normalmente são representados por uma vela vermelha (representando desvalorização desde a abertura no dia 01, até o fechamento no dia 31), quase sempre resultando em um movimento lateral ou de queda.

Isso foi verdade em 2013, 2014, 2015, 2016, 2017, 2018 e 2019.

Passfolio

Mas algumas criptomoedas apresentaram desempenho positivo com valorizações significativas.

Apesar de eventos passados não serem garantia de eventos futuros, observar o que aconteceu lá atrás, pode somar a outras informações para ajudar o investidor a tomar as melhores decisões no presente.

Em dezembro de 2017, a capitalização total de mercado das criptomoedas aumentou em mais de 141%.

Em janeiro de 2018, a mesma métrica diminuiu em mais de 52%.

Mostrando um desempenho positivo de +63,49% do dia 01 de dezembro a 31 de janeiro.

Desempenho na virada do ano capitalização de mercado total.

O Bitcoin passou por uma valorização de 110% em dezembro, enquanto viu uma queda de 41% no mês seguinte, tudo em relação ao dólar. Resultando em uma valorização de 2% de 01/DEZ a 31/JAN.

Desempenho na virada do ano bitcoin

Na época, o grande atrativo do mercado foram as moedas que pretendiam solucionar problemas existentes nos dois líderes, Bitcoin e Ethereum.

Hoje em dia, a atenção do mercado parece estar voltada para outros nichos, como é o caso dos NFTs, metaverso e principalmente as gamecoins, com Axie Infinity (AXIE), Decentraland (MANA), entre outros.

Estes projetos poderiam então passar por eventos semelhantes aos que ocorreram no passado, em outro nicho, vendo valorizações surpreendentes enquanto a maioria do mercado lateraliza ou começa a perder capitalização.

Uma outra possibilidade é que problemas decorrentes de escalabilidade e sustentabilidade, podem novamente voltar a se evidenciar com a presença de tantos novos investidores, dando espaço novamente para as alternativas que brilharam no passado.

Um outro setor que tem ganhado espaço desde 2020 são os projetos de bridge, como Polkadot (DOT) e LINK (LINK). Que também poderiam ganhar destaque na virada do ano.

São muitos “ses” e “talvezes”. Tentar prever o mercado pode custar caro, mas podemos usar informações passadas para construir uma estratégia presente com boa gestão de risco.

Confira 5 projetos que brilharam na virada do ano de 2017 para 2018

Binance Coin (BNB)

A Binance Coin subiu 553% em dezembro de 2017 e mais 287% em janeiro de 2018, sendo a única entre as escolhidas a apresentar dois meses consecutivos de alta na virada do ano.

Ela viu um desempenho de +462,74% do dia 01/12/17 a 31/01/18.

Desempenho na virada do ano Binance Coin

BNB é o token nativo da rede BSC – Binance Smart Chain, criada inicialmente para ser um token próprio da exchange Binance para pagamentos de taxas de negociação, entre outras funcionalidades, mas nos últimos anos ganhou espaço de mercado com sua rede própria de smart contracts rodando diversos aplicativos descentralizados.

Ela se diferencia da concorrente Ethereum por possuir transações mais rápidas e baratas, apesar de ainda ser muito centralizada.

A Binance Coin está atualmente na posição #3 do CoinGoLive com quase US$97,53Bi de capitalização de mercado, 100% da oferta total em circulação e 0,44% de dominância líquida.

Cardano (ADA)

A Cardano viu valorização de 1.123% em dezembro, seguido de uma desvalorização de 70% em janeiro, performando com  +319,38% de 01/DEZ a 31/JAN.

Desempenho na virada do ano cardano

ADA é o token nativo da rede Cardano, que oferece uma plataforma para a criação de contratos inteligentes e aplicativos descentralizados, mas gerou muitas críticas relacionadas às grandes promessas dos desenvolvedores e as poucas entregas durante estes anos.

Recentemente, após a atualização, tão esperada, que deveria permitir o lançamento dos DApps na rede, um desenvolvedor de software comentou que a Cardano é um protocolo muito complexo para desenvolvimento e, portanto, a demora das entregas.

Cardano está posicionada em #6 no CoinGoLive, com US$45,35Bi de capitalização de mercado, ~71% da oferta total em circulação e 0,19% de dominância líquida.

XRP

A XRP viu uma valorização de 1.154% em dezembro, seguida de uma queda de 73% em janeiro, acumulando uma valorização de +379,39% de 01 de dezembro a 31 de janeiro.

Desempenho na virada do ano XRP

A XRP foi fundada pela empresa Ripple e na época ficou conhecida por transações quase instantâneas e taxas baixíssimas, quase nulas.

Hoje o projeto foca em oferecer soluções para transações internacionais entre bancos e bancos centrais. A Ripple vem prestando serviços de apoio à criação às CBDCs e ganhando relevância neste mercado.

Atualmente a XRP está na posição #8 do CoinGoLive, com capitalização de mercado de US$39,28Bi; ~47% da oferta total em circulação e dominância líquida de 0,26%.

Litecoin (LTC)

A Litecoin sofreu uma queda brusca durante o mês de dezembro, de 98%, quase perdendo totalmente seu valor de mercado, para depois subir com muita força. De seu ponto mais baixo, até seu ponto mais alto em dezembro, ela viu uma valorização de 33.880% nesse curto período. A maior entre as cinco.

Em janeiro passou por uma desvalorização de 57,61%, mostrando desempenho positivo de +92,49% de 01/DEZ até 31/JAN.

Desempenho na virada do ano bitcoin

LTC foi um fork do Bitcoin, com a proposta de ser uma blockchain mais leve, rápida e barata.

Ela continua em posição de relevância, assumindo o rank #18 do CoinGoLive, com US$11Bi de capitalização de mercado; ~82% da oferta total em circulação e dominância líquida de 0,031%.

Litecoin ainda é muito utilizada para operações entre exchanges centralizadas, para economizar em taxas, mas o próprio desenvolvedor, Charlie Lee, chegou a vender e doar todas as suas moedas.

Nano (XNO)

A Nano passou por uma alta de 11.465% em dezembro, seguida de uma queda de 74,50% em janeiro.

Apresentando uma performance de +9.361% de 01 de dezembro a 31 de janeiro, sendo o melhor resultado na virada do ano entre os outros projetos apresentados nesta matéria.

Desempenho na virada do ano nano xno

XNO, antiga Raiblocks (XRB) na época, passou por um grande trauma após o hack da Bitgrail, exchange italiana, onde muitos investidores perderam grandes valores na moeda.

Nos anos seguintes foi criada a Nano Foundation e o protocolo mudou de nome, para Nano, com a justificativa do nome anterior ser de difícil pronúncia em muitos países.

Nano é um projeto com tecnologia nova, Block-lattice, que promete entregar dinheiro digital com transferências quase instantâneas, sem taxas de rede e sem mineração ou staking.

A rede sofreu um ataque spam que deixou as transações lentas no primeiro semestre de 2021, mas foi solucionado com a atualização v22 do protocolo.

É a moeda de menor valor de mercado entre todas as outras, no rank #179 do CoinGoLive, com US$0,50Bi de capitalização de mercado e 100% da oferta total em circulação.

Leia mais:

Ex-CEO do Google entra para a Chainlink Labs como conselheiro de estratégia

BitTorrent Token (BTT) salta mais de 30% com o lançamento da Mainnet agendado para 12 de dezembro

Passfolio